Paróquias
Adão, Ade, Albardo, Amoreira, Cabreira, Casal de Cinza, Castanheira, Cerdeira do Côa, Marmeleiro, Mesquitela, Miuzela, Monte Margarida, Monteperobolso, Parada, Porto de Ovelha, Pousade, Rochoso, Seixo do Côa, Valongo do Côa, Vila Fernando e Vila Garcia

sábado, abril 28, 2007

Bom Pastor?!

Há alguns anos também eu senti o teu apelo: vem e segue-Me. Passei algum tempo a pensar, a conhecer-te … Ungiste-me do Teu Espírito…associaste-me à tua missão de pastor.
Sonhei levar a tua Palavra, como Boa Nova de alegria e esperança … e custa tanto sentir que a Tua palavra parece gasta e velha; poucos a querem ouvir e conhecer, e tantos a ouvem como frete e como seca!
Sonhei distribuir a tua Vida aos irmãos: no baptismo, no perdão, na Eucaristia …. E custa tanto sentir-me funcionário de serviços religiosos que tantos pedem e exigem por descargo de consciência, conveniência social ou elemento cultural.
Sonhei ser pastor para guiar, educar, ajudar o teu povo a caminhar … e dói tanto ter de explicar, quase discutindo, com quem não quer perceber e tudo quer banalizar e perverter.
Sonhava cada Eucaristia como uma festa de ressurreição onde todos anseassem por vir e estar sem pressas… e vejo-me forçado a medir as palavras e olhar o relógio, para não massar ninguém e correr para outra terra...
Sonhava cada Eucaristia como fonte de água e pão para alimentar a vida quotidiana, de esperança, paz e sentido … e vejo tantos vir à missa só quando ela é homenagem aos mortos.
Sonhava ser padre/pai espiritual, próximo e amigo … e sinto que tantos cristãos só conhecem os padres pelas anedotas da televisão…!
Eu sonhava, como Pedro, jamais te abandonar, ir contigo até à morte… e, a cada “cantar do galo”, eu descubro e choro a minha fraqueza.
Senhor, diante do sacrário, muitas vezes ouço a pergunta que fizeste aos teus discípulos: estás cansado, desiludido… também queres ir embora?!
Como Paulo e Barnabé, em Antioquia da Pisídia, tantas vezes apetece sacudir o poeira dos pés, deixar os “judeus, as senhoras piedosas e distintas e os homens principais da cidade” e ir para os pagãos… ser um pouco de Luz, boa notícia de Ti! (Act.13,14.43-52)
Ajuda-me, Senhor, a responder sempre com a prontidão e convicção de Pedro: “A quem hei-de ir, Senhor, se só Tu tens palavras de vida eterna?
Faz-me senhor,pastor à tua imagem: que eu conheça as tuas/minhas ovelhas; que por mim te escutem e te sigam; que no ministério que me confiaste elas encontrem a Vida eterna.(Jo.10,27-30)
E que, no Dia glorioso e sem fim, façamos parte da grande multidão que, vestidos de túnicas brancas e palmas na mão mereçam estar diante do Cordeiro, entrar na tua Tenda e saciar-se da água da vida que é o Teu Espírito de Amor e Plenitude. (Ap.7,9.14-17) (Pe.António)

quarta-feira, abril 25, 2007

Teatro na Miuzela



Um grupo de alunas do Colégio da Cerdeira representou, nesta tarde de 25 de Abril, um conto de Charles Dickens, no salão de espectáculos da Miuzela:


Um avarento que só pensa em si, reflecte e muda de vida ao ser advertido, pelos seus "fantasmas", de como malbaratara a vida e ... ao antever a sua morte.


Uma história de sabedoria a recordar a palavra de Jesus: "Que importa ganhar o mundo inteiro se se perder a vida!?


A reflexão sobre o fim do ser humano é o melhor apelo à nossa sensatez e fraternidade.









terça-feira, abril 24, 2007

Dia Diocesano da Juventude


Sábado, 21 de Abril, decorreu na Covilhã o dia diocesano da juventude. Acorreram jovens de toda a diocese. Entre eles um grupo do arciprestado do Rochoso, com jovens de Vila Fernando, Cerdeira e Miuzela.
Ao encontro dos outros nós partimos do Jardim, junto á Igreja de Nª Sª da Conceição.




No centro do dia a Eucaristia,
pois é nEla que Jesus se torna
especialmente presente no meio de nós
e nos envia como testemunhas alegres
da sua Ressurreição
para os homens serem Mais ...
serem filhos de Deus




De tarde: reflexão-debate por temas, em diversos pontos da cidade: o jovem cristão pode e deve ser mais, ser diferente, para melhor...
na forma como vive em família, como se diverte,
como vive a sexualidade, como convive com
os que são diferentes...
Depois....
Concerto de música de mensagem cristã , pela Banda Jota :
" Braços no ar para gritar:
Aqui está Jesus!"

terça-feira, abril 17, 2007

segunda-feira, abril 16, 2007

OS OSSOS DE JESUS?!?!

Há umas semanas que é notícia: a descoberta de um túmulo, em Jerusalém, com uns ossários e uns nomes inscritos: “Jesus”, “Maria”, “José“, outra Maria (a Madalena, tinha de ser!) …- nomes vulgares de então - e logo a dedução “científica”, dogmática, de serem a Sagrada Família.
Já não bastava o Código da Vinci a trazer a “Luz” da América para desfazer as “trevas medievais” da Igreja católica, para surgirem agora outros, bem equipados com toda a maquinaria de ponta para escavar, analisar, fazer cálculos probabilísticos… e descobrir agora os ossos de Jesus, seus pais, irmãos, sua esposa e seu filho. Toda a família!
Como é que eles não conseguirão descobrir as armas do Sadam, nem a gruta do Bin Ladan?! E por que diabo não se atreverão a mexer nos ossos de Maomé?!
Este foi o teor de uma longa reportagem sobre a “Investigação Científica” que quer repor a “verdade histórica” sobre a ressurreição de Jesus! Ontem, Domingo à noite, numa TV.
Na manhã do Primeiro Dia da semana, o Sepulcro estava vazio. Viram-no as mulheres, confirmou-o Pedro e João. E fora guardado por soldados! A primeira explicação, a mais natural era esta: “Tiraram do túmulo o Senhor e não sabemos onde o colocaram! Jo.20,2 … Se foste Tu que o levaste diz-me onde o puseste!” (v.15).
O certo é que o Corpo – carnal, biológico - do Senhor nunca mais apareceu e nem os chefes judeus, com toda a sua raiva e perseguição aos cristãos e aliados do poder romano, apresentaram “restos dos seus ossos” nem que fossem falsos. Parece que ainda mandaram divulgar, pagando, que os discípulos tinham roubado o corpo (Mt.28,13). É de estranhar que esse boato tenha sido tão pouco convincente, sendo ele a versão oficial da autoridade eclesiástica judaica e da autoridade política romana!
O que é certo, e indesmentivelmente histórico, é que um punhado de “marginais”, galileus e mulheres, afirmaram tê-lo visto e tocado, Vivo e Transformado. E, movidos por uma Força extraordinária de convicção e poder, revolucionaram, com o preço da própria vida, o maior império de sempre.
Mas o maior perigo para a fé cristã nascente nem foram os judeus nem os romanos, mas sim os desvios à verdade histórica e doutrinal, as heresias que foram surgindo, de boa ou má fé: vindos da fé e cultura judaica, grega ou do gnosticismo: todos teriam muito a ganhar apresentando os “ossos de Jesus”. Mas não foram por aí.
Argumentam que a igreja oficial “impôs” a verdade que lhe convinha! Vão à história, senhores!... e saibam que o “centralismo romano” é muito tardio e, sobretudo nos primeiros tempos, a Igreja foi “comunhão de igrejas apostólicas” bem diferentes, mas unidas no essencial da fé.
E, se é pena e simpatia por Madalena e Judas, que dizem denegridos pela Igreja, e eles agora querem reabilitar com os evangelhos apócrifos, saibam que a Igreja tem Maria Madalena entre os seus heróis e modelos, os santos; e nunca a igreja afirmou a condenação de Judas nem de ninguém: isso cabe à liberdade absoluta de cada um e à misericórdia infinita de Deus.
Mas, se fazem muita questão com os ossos, que fiquem com eles! Não nos fazem falta! A nossa fé não se fundamenta nem se perde nuns ossos ressequidos! A nossa fé parte do sinal do sepulcro vazio, mas apoia-se no facto meta-histórico da Ressurreição, que não é o reviver de um cadáver, mas a transformação do nosso corpo e a plenitude da nossa pessoa, por Cristo e à imagem de Cristo, para a participação na vida de Deus. Isso foi o que perceberam os discípulos de Jesus nas diversas manifestações/aparições que tiveram de Jesus após a Ressurreição. Não foi o vazio do sepulcro que os convenceu, mas sim a plenitude Transfigurada da sua Aparição e a acção interior do Espírito Santo. Foi disso que nos deram testemunho e só isso pode ser fundamento positivo, feliz, convincente da nossa Fé e da nossa Esperança.
Por isso: Eles que fiquem com os ossos e os atribuam a quem quiserem. Nós ficaremos com o Senhor!
(Pe. António Coelho)

quinta-feira, abril 12, 2007

A Igreja Paroquial do ADÃO

A Igreja Paroquial do Adão esteve em restauro e foi inaugurada com a Eucaristia evocativa da Ceia do Senhor (quinta-feira Santa). Entre muitas outras coisas há a destacar o regresso da Pia Baptismal (já fora da Igreja à algumas dezenas de anos) que ficou embelezada com um quadro da autoria da pintora Evelina Coelho. Também a nova disposição da Via-Sacra na Igreja é uma novidade que a muitos poderá chocar, mas que dá um novo ar ao Templo do Espírito Santo que é a nossa Igreja e que devemos ser também todos nós.
Um agradecimento muito especial a todos quantos colaboram para termos uma Igreja de "cara lavada" que ajuda a proporcionar um novo ambiente às celebrações.

O Baptistério

A Via-Sacra

O quadro que adorna o Baptistério e que tem como principais símbolos o Espírito Santo e as águas do Rio Jordão.

quarta-feira, abril 11, 2007

Senhora da Boa Viagem!




A Junta de Freguesia da Parada e a Câmara Municipal de Almeida, mandaram erigir na estrada nacional, à entrada da freguesia, uma imagem de NªSª da Boa viagem. Para pedir à Mãe do Céu que nos guarde nas viagens do nosso caminhar ... e nos conduza pelo seu Caminho, rumo a Deus, nossa Pátria.
A inauguração foi no Sábado passado... seguida da abertura de um museu, que recolhe variados instrumentos e objectos de trabalho e da vida diária tradicional. Situa-se numa das salas da escola primária, agora desactivada. Parabéns!

Rochoso em movimento











A nova direcção da Irmandade levou já a efeito algumas obras que se impunham: a renovação, com placa e arranjo, da Casa mortuária, situada na tradicional "casa das almas". Para isso valeu a ajuda monetária do povo, a participação da Junta de freguesia e o esforço e suor de alguns valentes, homens ou mulheres. Parabéns por esse espírito e ... Bem hajam!

Foi igualmente recuperada uma casa-arrecadação, junto da igreja. Limpeza, juntas em cimento, pavimentação, deram uma nova dignidade a este espaço onde se guardam as alfaias das Irmandades.
Eis algumas imagens alusivas e comprovativas!




segunda-feira, abril 09, 2007



FALECEU

Ontem à noite, Domingo de Páscoa, depois de vários anos doente e retirado, faleceu o sr. Pe. António Henriques dos Santos, com 84 anos.

Ordenado sacerdote em 1945, dedicou grande parte da sua vida à Liga dos Servos de Jesus,- desde 1947 - especialmente no Rochoso. Nesta paróquia, começou por ser coadjutor, assumindo depois a paroquialidade, de 1972 a 1999. Foi longos anos Arcipreste do Rochoso.

Passou os últimos anos doente, em sua casa, em S.Miguel da Guarda. Aí será a Eucaristia exequial na Terça Feira de Páscoa, seguindo depois o seu corpo para Gouveia, onde ficará sepultado.

Terminou a sua vida acompanhando a Paixão de Cristo. Que o Senhor o faça participar na sua Ressurreição e Glória.

Aleluia! Aleluia!


Os cristãos entoem cânticos

ao Cordeiro imaculado,

oferecido em nova Páscoa.

Redimiu o Seu rebanho:

A Seu Pai Cristo inocente

converteu os pecadores.

Morte e vida combateram,

mas o Príncipe da vida

reina vivo após a morte.

"Vem contar-nos, ó Maria, o que viste no caminho?

-Vi o túmulo de Cristo, redivivo e glorioso;

vi os Anjos que o atestam, e a mortalha com as vestes:

Cristo ergueu-se entre os mortos, Ele que era a minha esperança; vê-Lo-eis na Galileia."

Nós sabemos a verdade: o Senhor venceu a morte! Tem piedade, ó Rei da glória.

(Sequência Pascal)

sábado, abril 07, 2007

mensagem de Páscoa

Mensagem de Páscoa para as paróquias que me estão confiadas pastoralmente e para todos aqueles que partilham a mesma alegria de Cristo Ressuscitado!

AS PALAVRAS DE JESUS:
RAÍZES DA VIDA CRISTÃ

Jesus entregou a vida por nós. Como é que nós entregamos a vida por Ele? Num tempo em que é cada vez mais difícil doar-se ao serviço do Evangelho, o convite que eu faço neste dia de Páscoa, e durante todo o Tempo Pascal, dirige-se ao redescobrimento das raízes da vida cristã.
Os valores cristãos que Jesus nos deixa nas Suas Palavras continuam actuais, mas temos de redescobrir maneiras de os poder tentar viver e levar os outros a vivê-los.
As Suas Palavras de Esperança, ajudam-nos a entender melhor que a nossa vida é para ser vivida e que não podemos desistir de nenhum dos momentos que nos é dado a viver. As Palavras de Conforto, aplicam-se nos momentos em que nos vêmos e vêmos os outros excluídos/à margem, do mundo em que vivemos. Jesus convida-nos a correr para Ele para podermos aliviar as nossas dores e mágoas. As Suas Palavras de Justiça, dirigem-se a todos os incompreendidos e mal interpretados, a todos os que são alvos de invejas, ódios, desamores, calúnias e “má língua”. Jesus chama todos os pecadores a si e dá Palavras de Verdade e Amor. Aos que querem continuar a receber o Amor que Ele nos deu e deixou e que querem aprendê-lo melhor para o levar aos outros; Jesus deixa-nos uma palavra de Amor mesmo quando o esquecemos, o desrespeitamos e o abandonamos.

São estas as raízes que a Ressurreição de Jesus nos convida a celebrar e viver. Que esta Páscoa seja um sinal de Jesus entre nós e que com as Suas Palavras sejamos mais Esperança, Conforto, Justiça, Verdade e Amor!

Pe Ângelo Martins
Com os votos de uma Santa Páscoa
na alegria de Cristo Ressuscitado!

quinta-feira, abril 05, 2007

SEMANA de ORAÇÂO pelas VOCAÇÕES



Tríduo Pascal

Nas paróquias confiadas pastoralmente ao Pe. Ângelo MartinsA VIGÍLA PASCAL será celebrada
em Casal de Cinza pelas 22h00m


quarta-feira, abril 04, 2007

Tríduo pascal

O horário e local das celebrações do Tríduo pascal, por parte do Pe. António Coelho -zona centro/leste do arciprestado, são os seguintes:

Quinta Feira Santa: Eucaristia da Ceia do Senhor, com o lava-pés:
Rochoso, 20 horas.
Sexta Feira Santa: Celebração da Paixão - procissão dos passos~:
Miuzela às 14,30 ; Parada às 17 h
Sábado Santo, Vigília Pascal: celebração da Ressurreição do Senhor:
Parada, 21 horas.

No Domingo de Páscoa segue-se o horário das missa do 2º domingo do mês.

terça-feira, abril 03, 2007

Semana da Paixão!


Hoje, como Então... somos fáceis em aclamar quem se diz e promete salvador. Com todas as palmas e capas sob os seus pés...e todos os votos de confiança.

Hoje, como Então... somos "muito cristãos" quando toca a festejar, a entrar triunfalmente na cidade dos homens e a fé nos promove.

Hoje, como Então... somos políticos como os príncipes dos sacerdotes, Pilatos ou Herodes: Que Deus não nos perturbe a nossa fé ! Que a fé não concorra com os nossos interesses! Que Cristo nos ajude e nos sirva com algum milagre!

Hoje, como Então... somos massa anónima, inconsciente e inconstante, irreflectida e acrítica, sempre pronta a fazer coro para condenar os Profetas e para libertar os barrabás! Ou até, como os amigos de Jesus, que lá estavam ...à distância!

Hoje, como Então... o nosso mundo costuma acordar tarde, depois do mal feito e das decisões tomadas, como o Centurião e a multidão depois do espectáculo: realmente este Homem era -pois, era!- o Filho de Deus!


Hoje, como Então... também nós podemos ser Simão de Cirene, as mulheres chorosas de Jerusalém, ou o ladrão arrependido, a gente "menor" que ajudou, chorou e acreditou e que, por isso, ganhou direito ao Paraíso.
Senhor Jesus, filho de Deus vivo, elevado na Cruz em nossa vez: contigo nunca é tarde para voltar atrás: faz-nos agora testemunhas, convictos e coerentes, da tua Ressurreição.