Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2007

Fim de ano.

Imagem
(Homenagem à Ir. Emelda)

O final de ano escolar costuma ser tempo de festas: para mostrar o que se aprendeu, cresceu e do que já se é capaz. E é visível e notável o que as crianças crescem de ano para ano. Para alegria dos pais e legítimo orgulho dos educadores.



Na "Casa de trabalho Jesus, Maria e José" (=Colégio do Rochoso) ... desde o infantário aos "meninos" mais idosos do Lar, todos fizeram festa... no palco ou no passeio! Em terras tão sossegadas como estas é bom dizermos ao mundo que aqui ainda há vida! Vejam só:

(Os artistas "de fraldas"!)














(Finalistas do Infantário, os mordomos da Festa: Até já sabem dançar a valsa!!!)











(Passeio do Lar: regresso ao Portugal de outros tempos)



(Refrescando em água doce... enquanto se espera a Praia na Figueira)

Perder tempo!

Imagem
Neste domingo que passou, partilhei com os irmãos esta reflexão. Pela sua oportunidade aqui vo-la deixo.
Neste tempo de férias e num mundo de gente super-apressada e super-ocupada vale a pena reflectir sobre a atitude de Marta e Maria (Luc.10, 38-42).
Marta ao receber Jesus em sua casa, como boa dona de casa, apressa-se a servir, a pôr tudo em ordem..."não tem mãos a medir" para tanto que há a fazer, para acolher bem os seus hóspedes. Não perde tempo. Parece de louvar!
Maria, sua irmã, pelo contrário, “perde tempo” a ouvir Jesus, a dar conversa, a "não fazer nada".Até Marta se enerva e a repreende diante de Jesus. E, por estranho que pareça, Jesus louva Maria e chama a atenção a Marta: " Marta, andas inquieta e agitada com muita coisa, quando uma só é necessária. Maria escolheu a melhor parte!" Esquisito, não parece?!
Quem não descobre aqui o alerta e a denúncia de um dos graves problemas da nossa sociedade? Tudo medir pelo critério da actividade, do útil, do…

Somos dignos de ser chamados cristãos?

Imagem
Meditando o capítulo 10 do Evangelho de S. Mateus
Um simples desafio para a a consciência de cada um: sou digno de ser chamado cristão? Será que esta questão é despropositada ou, pelo contrário, torna-se cada vez mais pertinente?
O que é um cristão? É aquele que vai à missa todos os domingos? É o que reza o rosário todos os dias? É a pessoa que se lembra de Deus quando precisa? É quem se quer aproximar dos sacramentos pela razão do “sempre assim foi” ou então do “parece mal”? Será cristão aquele que remete a sua fé para segundo plano: hoje não rezei nada porque não tive tempo! Será cristão aquele que diz: “confesso-me directamente a Deus”? Afinal de contas: o que é ser cristão?
«Quem der de beber um copo de água fresca a um destes pequeninos por sua condição de discípulo, eu vos asseguro que não perderá sua recompensa» (Mt 10, 42). Ser cristão é ser discípulo de Jesus! Ser discípulo na vida, na fé, nos gestos, nas atitudes e nas palavras. Ser discípulo de Jesus é participar na vida da co…
Imagem