Paróquias
Adão, Ade, Albardo, Amoreira, Cabreira, Casal de Cinza, Castanheira, Cerdeira do Côa, Marmeleiro, Mesquitela, Miuzela, Monte Margarida, Monteperobolso, Parada, Porto de Ovelha, Pousade, Rochoso, Seixo do Côa, Valongo do Côa, Vila Fernando e Vila Garcia

segunda-feira, dezembro 21, 2009

quarta-feira, dezembro 16, 2009

Retiro Arciprestal de ADVENTO 2009/2010

No passado Domingo, o Arciprestado do Rochoso proporcionou a todos os cristãos um dia de retiro. Foi um tempo de reflexão pessoal e em grupo. Os adultos estiveram a meditar na Sagrada Escritura com os membros das Oficinas de Oração e Vida, e os jovens estiveram com a Liga dos Servos de Jesus e tentaram, responder à questão: "Porque sou cristão?"
Ao todo estiveram trinta adultors e dezasste jovens. Um número que pode ser pequeno para alguns, mas que reflecte a vontade de outros em dedicar algum empo do seu dia a reflectir, a pensar em si mesmo e a elevar o seu pensamento para Deus, descobrindo a sua presença na vida diária.
Este dia terminou com a celebração da Eucaristia na Igreja do Rochoso em que os participantes se associaram à comunidade local para celebrar o III Domingo do Tempo do Advento. fica o desejo de que na Quaresma haja também uma boa participação dos que agora estiveram presentes e de outros também venham porque: VALE A PENA PARAR PARA PENSAR EM NÓS, NA NOSSA VIDA E NOS DESÍGNIOS QUE O SENHOR TEM PARA NÓS!

sábado, dezembro 12, 2009

RETIRO ARCIPRESTAL DO ADVENTO
13 DE DEZEMBRO DE 2009 - DOMINGO
Colégio do Rochoso das 10h00m às 17h00m
Os adultos terão as Oficinas de Oração e Vida a orientar e os jovens a Liga dos Servos de Jesus.
N.B. Não esquecer de trazer o almoço
Às 16h30m a Eucaristia será na Igreja Paroquial do Rochoso.

sábado, dezembro 05, 2009

Caminhada de Advento (II)

Para acender em cada celebração as velas da coroa do Advento (após a saudação inicial ou antaes da Leitura da Palavra de Deus ou após a homília)


II DOMINGO DO ADVENTO - CAMINHO

(6 de Dezembro)

No nosso dia-a-dia

temos muitas coisas que nos deixam manchados pelo erro.

Liberta-nos, Senhor!

Ilumina-nos com a Tua luz!

Ensina-nos a caminhar sem ódio e sem violência.

– Passo a passo, quero caminhar para Ti, Jesus!


Por onde Tu passas, Jesus, tudo se transforma

Pois a Tua Palavra é a verdade e, só ela nos libertará.

Tu És a Liberdade e

Só em Ti e contigo seremos capazes

de parar, para reparar, e preparar

a Tua vinda à nossa vida.

– Passo a passo, quero caminhar para Ti, Jesus!


Faz-nos acreditar que no nosso caminhar:

Mesmo que pensemos que Tu não estás connosco

Tu nos levas nos Teus braços;

Que mesmo quando não estamos ao teu lado,

Tu estás sempre connosco;

Que mesmo que por vezes Te viremos a cara

Tu nos mostras o caminho do perdão e da paz!

– Passo a passo, quero caminhar para Ti, Jesus!!


Senhor, que nas Escrituras Te revelas

como Deus da paciência e da consolação,

alimenta em nós os mesmos sentimentos,

para que, numa só alma e numa só voz,

glorifiquemos a vossa fidelidade como o pai Abraão

e Te anunciemos como João Baptista.

– Passo a passo, quero caminhar para Ti, Jesus!!


sexta-feira, novembro 27, 2009

Caminhada de Advento (I)

Para acender em cada celebração as velas da coroa do Advento (após a saudação inicial ou antaes da Leitura da Palavra de Deus ou após a homília)


I DOMINGO DO ADVENTO – ORAÇÃO

(29 de Novembro)

Acordemos do sono da vida!

Abracemos com alegria a esperança futura!

Somos filhos do Deus da Luz:

abandonemos os nossos pecados e, juntos,

caminhemos à luz de Cristo.

– Jesus, dá-me a Tua Luz!

Façamos das nossas armas diárias

O perdão, a compreensão e o respeito,

Procurando sempre viver em unidade

E estar ao lado de quem precisa da nossa palavra.

– Jesus, dá-me a Tua Luz!

Larguemos a nossa roupa velha

Manchada pela crítica maliciosa, pela mentira,

Pela incompreensão, pela falta de respeito e por tudo

O que nos impede de vivermos como irmãos!

– Jesus, dá-me a Tua Luz!

Saibamos estar atentos às nossas acções e aos nossos gestos,

Deixemos que Jesus ilumine a nossa vida com as Suas Palavras!

Senhor, Ensina-nos a vigiar e a estar preparados,

a viver e crescer todos os dias

com uma nova experiência de ti em nós!

– Jesus, dá-me a Tua Luz!

quarta-feira, novembro 18, 2009

Ainda a celebração Arciprestal do Ano Sacerdotal




Encontro de Evangelização na Guarda - Canção Nova

Tema: «Eu sou o Bom Pastor,
conheço as minhas ovelhas
e as minhas ovelhas conhecem-me»
(Jo 10, 14)
Centro Apostólico S. João de Oliveira Matos
Guarda
01 Dezembro 2009
09h00m-19h00m

Programa
09h00m - Acolhimento
09h45m - Ensinamento
10h45m - Intervalo
11h15m - Adoração
12h30m - Almoço
14h15m - Cânticos de Louvor
14h45m - Terço da Misericórdia
15h15m - Ensinamento
16h15m - Intervalo
16h45m - Oração
17h30m - Preparação para a Santa Missa
18h00m - Santa Missa

Contactos:
271 105 428
91 481 54 23
96 797 55 40

Celebração Arciprestal do Ano Sacerdotal

Celebração do Ano Sacerdotal do Arciprestado do Rochoso
No passado Domingo, dia 15, o Arciprestado do Rochoso juntou as suas comunidades cristãs numa única celebração para marcar o Ano Sacerdotal, de modo particular, através da memória de todos os padres que já serviram as suas 21 comunidades até ao momento presente. Na sua totalidade foram 87 sacerdotes que desde 1910 estiveram ao serviço das paróquias deste arciprestado.
Às 15h30m já estavam cerca de cinco centenas de pessoas a preencher todos os espaços do Ginásio do Colégio do Rochoso. Nesta celebração, presidida pelo Bispo da Guarda, D. Manuel Felício lembrou no início da homilia que estavam ali reunidos “os colaboradores directos, não dos párocos, mas de Cristo” sendo esta colaboração “um chamamento do Mestre a colaborar na sua Obra. É uma colaboração diferente da minha, e dos vossos párocos, mas é colaboração dada a Cristo que nos chama para motivarmos o seu povo a percorrer os caminhos da história em direcção à meta que é o Reino de Deus.” Lembrando as palavras da Carta aos Hebreus o bispo da Guarda diz que ”Jesus vem-nos dizer que só há uma sacrifício que agrada a Deus que é a oferta da própria vida: ao Senhor para o louvar e aos irmãos para os servir.” Nas palavras finais da homília fala da importância de fazer memória daqueles que foram os párocos de todas as comunidades alguns que se encontravam na celebração e dos outros que já “partiram”, dando o agradecimento ao Senhor pelas suas vidas dedicadas às paróquias que lhes foram confiadas. Terminou a homilia fazendo memória das palavras do Santo Padre:” que nós padres sejamos cada dia mais padres, sendo mais padres segundo o coração de Cristo,… a vossa oração é fundamental para que isto aconteça. (…) Atenção especial à relação do ministério ordenado com os outros ministérios, pois o Senhor não entregou só a nós padres a condução e o serviço das comunidades, Ele entregou a responsabilidade de animar na fé estas comunidades a estes corpos de ministérios, e um corpo é uma realidade organizada que tem uma cabeça e que tem outros membros. O Senhor entregou a todos nós a responsabilidade de organizar as comunidades e por isso já lá vai o tempo em que o padre fazia tudo. A sua obrigação é liderar, acompanhar e ajudar o grupo dos que fazem a fazer sempre melhor para irem mais longe. (…) Este ano sacerdotal tem de ser um ano especial para a promoção das vocações sacerdotais. (…) Terminamos hoje a Semana dos Seminários e nela quisemos lembrar o espaço onde se preparam os futuros padres e o âmbito onde se lançam as propostas, se lançam as chamadas para engrossar o número dos candidatos. O Seminário tem de ser uma palavra viva, o espaço onde faz eco a Palavra de Deus para convidar, preparar e enviar quem há-de prestar este importante serviço do ministério ordenado. (…) Peço a bênção do Senhor para todos e cada um de vós e para as comunidades que representais, dou-lh’E graças pelos sacerdotes párocos que presidiram a estas paróquias ao longo dos últimos anos e convosco lhe dirijo uma prece para que nós padres estejamos à altura da responsabilidade do momento e sejamos cada vez mais padres segundo o coração de Cristo.”
Nas paredes do lugar da celebração estavam colocadas as listas, por paróquia, com o nome de todos os párocos até ao dia de hoje. No ofertório foram trazidos junto do altar os pergaminhos que lembram, por paróquia, os sacerdotes que já serviram o Arciprestado. A celebração terminou com a Consagração ao Sagrado Coração de Jesus.

sexta-feira, novembro 06, 2009

Irmãos:

Neste ano em que o Santo Padre quer que os cristãos aprofundem a sua compreensão pelo ministério sacerdotal na Igreja… O sr. Bispo, D. Manuel Felício quer fazer em cada arciprestado uma grande celebração para estar connosco como “ sumo sacerdote” e pastor da nossa diocese e também para lembrarmos os párocos que, neste último século, pastorearam as paróquias do nosso arciprestado – de cuja palavra e ministério nós recebemos a fé.

Por isso convida a todos os que puderem, a participar na Eucaristia do próximo domingo, 15, no pavilhão desportivo do Colégio do Rochoso, às 15,30.

Apelamos em especial aos pais que têm ainda crianças e jovens, a vir conhecer e estar com o sr. Bispo nesta grande celebração.

Aproveitando esta ocasião, o sr. Bispo quer ainda reunir com os principais colaboradores das paróquias : para dar uma palavra, ouvir-vos, tomar conhecimento do andar das nossa paróquias. Por isso:

Na Quinta Feira, dia12, às 20h, no salão paroquial do Rochoso reúnem os colaboradores paroquiais das paróquias do Pe. António Coelho. Assim, de cada paróquia venha: Alguém da Comissão da Igreja… catequistas… da Irmandade … das principais mordomias…ministros da comunhão… orientadores da oração comunitária (terço…)

Desde já pensem em alguma questão a colocar; orientação a pedir; …. E também: venham de coração e mente aberta para acolher o que Ele nos ensinar e pedir.

O pároco: Pe. António Fonseca Coelho

sexta-feira, outubro 30, 2009

CELEBRAÇÃO DO ANO SACERDOTAL

CLIQUE NA IMAGEM PARA MELHOR PORMENOR

sábado, outubro 17, 2009

CONCLUSÕES DO VI Simpósio do Clero de Portugal


1.- O clero de Portugal deu uma resposta muito positiva ao convite para participar no VI Simpósio do clero. Mais de 800 inscrições são o melhor testemunho de uma forte adesão, alegre e agradecida, também por coincidir em pleno Ano Sacerdotal e sob o olhar da figura exemplar de sacerdote que foi São João Maria Vianey.

2.- Conferencistas prestigiados e de renome internacional garantiram a elevada qualidade da reflexão e a pertinência dos desafios lançados.

3.- O Simpósio foi, em si mesmo, um belo exercício de fraternidade e de comunhão entre bispos, sacerdotes, diáconos e seminaristas.

4.- Todos os oradores glosaram, em registos vários, mas consonantes, o tema-lema do Simpósio: «Reaviva o dom que há em ti».

5.- Anselmo Grün e Amadeo Cencini, com a sua autoridade de psicólogos, recordaram-nos que a espiritualidade não é redutível à psicologia, mas que uma espiritualidade não assente em correctas bases psicológicas, facilmente se transforma em moralismo vazio e autoritário.

6.- As pessoas não se seduzem nem se cativam verdadeiramente com a acomodação do Evangelho aos seus desejos e gostos pessoais. Só quando o sacerdote se deixou, primeiro, seduzir no encontro pessoal com Cristo, poderá falar de tal maneira que as pessoas o descobrem possuído de uma luz e beleza que ele mesmo desconhece. Como Moisés, depois de falar com Deus.

7.- O sacerdote não é um anjo. Junto com qualidades e luzes, tem defeitos e sombras. Só reconhecendo humildemente também as sombras se poderá abrir ao Amor que o plenifica, transforma e transfigura.

8.- A formação sacerdotal ou é permanente ou não é verdadeira formação sacerdotal. O Senhor é fiel. Ao chamar sempre aquele que escolheu, não pára de o chamar todos os dias da sua vida. A Formação Permanente é a experiência de vocação permanente, como resposta agradecida e repleta de fidelidade ao Deus que ama e chama.

9.- Esta autêntica mudança de paradigma na concepção de formação permanente implica que se crie uma cultura de formação permanente na Igreja, pois ainda não existe. A nossa vida, ou é formação permanente, ou é frustração permanente, repetitividade, desleixo geral, inércia, apatia, perda de credibilidade, ineficácia apostólica.

10.- A Formação Permanente é essencialmente psicológico-espiritual; um processo de conformação-assimilação aos sentimentos do Filho obediente, do Servo sofredor, do Cordeiro inocente.

11.- Não se trata tanto de criar novas estruturas, mas de uma nova mentalidade, uma cultura de Formação Permanente.

12.-A Formação Permanente é a disponibilidade contínua e inteligente, activa e passiva, para aprender da vida, durante toda a vida. Até ao último dia.

13.- Como nos disse o cardeal Cláudio Hummes: «a espiritualidade do presbítero deve ser nutrida cada dia. Os grandes meios são: manter um contacto assíduo com a Palavra de Deus; amar a Deus e deixar-se amar por Ele; viver uma vida de oração autêntica que inclui a Liturgia das Horas e a devoção mariana; celebrar diariamente a Eucaristia, como centro da vida ministerial; recorrer regularmente ao Sacramento da Confissão; viver a comunhão eclesial, principalmente com o Papa, o bispo e o presbitério; doar-se total e incansavelmente ao ministério pastoral, ao empenho missionário e evangelizador; ser o homem da caridade, da fraternidade e da bondade, do perdão, da misericórdia para com todos; ser solidário com os pobres, sendo seu defensor e amigo, vendo neles os preferidos de Deus».

14.- Uma atenção cuidada aos vários programas de formação dos seminários levar-nos-á à opção pelo modelo de integração, polarizado no dinamismo da Cruz como ícone do Mistério Pascal, onde o amor entregado nos convida incessantemente, iluminando-nos e aquecendo-nos, a recebermos agradecidos o dom que a vida sacerdotal é, e a oferecermo-la alegremente como dom.

15.- Este Modelo de Integração fará que nos sintamos abençoados por Deus e ajudar-nos-á a tornarmo-nos uma feliz bênção para os outros. Uma vida espiritual intensa, iluminada pelo guia fiável que é o Vaticano II, permitirá ao sacerdote entrar mais profundamente em comunhão com o Senhor e ajudá-lo-á a deixar-se possuir pelo amor de Deus, tornando-se sua testemunha em todas as circunstâncias, mesmo difíceis e obscuras. (SC, 89)

16.- Os caminhos a percorrer para a Igreja responder aos novos desafios do mundo de hoje não estão ainda bem definidos e traçados. Temos de utilizar a lucidez na análise do que se apresenta, e a paciência misericordiosa para enfrentar as incompreensões.

17.- Foi bom ouvir que a Igreja ama os seus sacerdotes, os admira e reconhece a sua insubstituível e incansável participação pastoral na missão e na vida eclesiais.

18.- E que, à semelhança de São Francisco, encontrando no caminho um sacerdote e um anjo, saudaria primeiro o sacerdote, mesmo se fosse grande pecador, porque o sacerdote é quem nos dá o pão eucarístico.

19.- O Santo Cura D’Ars reconforta-nos ainda mais ao afirmar: «Deus obedece-lhes. Depois de Deus, o sacerdote é tudo». Ser padre é viver todos os dias a Consagração: consagrando as espécies eucarísticas e consagrando-se aos irmãos, outra forma de dizer, já há mais de 150 anos, a urgência do que hoje chamamos Formação Permanente.

20.- Os padres das várias dioceses reuniram com os seus bispos e manifestaram a alegria de participar no Simpósio, mutuamente se incentivando para encontrar formas de cultivo da fraternidade nos presbitérios.

21.- Como bem recorda Bento XVI: «É preciso sempre partir de Cristo. Mas isso supõe tê-lo encontrado, ter-se deixado por Ele transformar inteiramente, ou seja, ter-se tornado seu discípulo fiel. Tudo começa ali. Encontrar-se com Cristo e deixar-se por ele transformar» Só assim reavivaremos continuamente o dom que há em nós, e responderemos gozosamente ao desafio incessantemente renovado de o oferecer aos outros, porque do povo de Deus vimos e só para o servir existimos.

Fátima, 4 de Setembro de 2009

sexta-feira, outubro 16, 2009

DIA DIOCESANO DO CATEQUISTA em parceria com o DPJG e o SDPV, dia 7 NOVEMBRO na Guarda

O DPJG (Departamento da Pastoral Juvenil da Guarda), o SDPV (Secretariado Diocesano da Pastoral Vocacional) e o SDEC/DIA (Secretariado Diocesano da Educação Cristã/Departamento da Infância e Adolescência) estão a organizar para o dia 7 de Novembro, no Centro Apostólico D. João de Oliveira Matos, um Fórum Diocesano/Dia Diocesano do Catequista que pretende ser um espaço de capacitação para a evangelização e a pastoral, um dia de formação onde a teoria se aprende a partir da acção, um dia intenso de partilha e aprendizagem com acesso a diferentes ateliers.

Estão previstos ateliers como:

Multimédia na animação pastoral /

Como elaborar orações /

Utilização da Bíblia /

técnicas de animação ao ar livre /

técnicas de animação no grupo /

Música na animação Pastoral e na Catequese /

Reunião com pais /

Dança e expressão corporal na animação pastoral /

Iniciação ao Retiro /

Preparar a Catequese /

Pedagogia da Infância /

Pedagogia da Adolescência /

risoterapia /

dança contemplativa.

Os participantes poderão usufruir, numa opção livre, a três destes ateliers que têm a duração de 75 minutos cada e repetem três vezes durante o dia.O Fórum que se dirige a Catequistas, animadores de grupos de jovens, coordenadores, sacerdotes, leigos consagrados, ou se quisermos, a todos os agentes de pastoral interessados em melhorar as suas competências de anúncio do Evangelho, e que se baseia num modelo dos Salesianos, promete trazer uma frescura de novidade à Nova Evangelização que tanto se tem falado nos últimos tempos.

in site do DPJG

Novo filme sobre as Aparições de Nossa Senhora em Fátima

quinta-feira, outubro 15, 2009

Conselho Arciprestal de Catequese (novo ano)

A reunião de todos os catequistas do Arciprestado do Rochoso, no próximo dia 17 de Outubro, às 10h, no Salão Paroquial do Rochoso, vai ter os seguintes pontos de reflexão:

1. Curso de Catequistas.

2. Organização da Catequese a nível paroquial ou de conjunto

3. Ano Sacerdotal

4. Dia Arciprestal da Catequese

5. Dia Diocesano do Catequista

6. O Advento

7. Sacramento da Confirmação

8. Outros assuntos…

quarta-feira, outubro 07, 2009

quarta-feira, setembro 30, 2009

Conselhos Arciprestais

_________________________________________

A primeira Reunião de catequistas e seu Conselho Arciprestal deste novo ano pastoral 2009/2010 vai ser realizada

dia 17 de Outubro de 2009

às 10h00m
no Salão Paroquial do Rochoso

_________________________________________

O Primeiro Conselho Pastoral Arciprestal deste novo ano pastoral 2009/2010 vai ser realizado

dia 25 de Outubro de 2009

às 15h00m
no Salão Paroquial do Rochoso

_________________________________________

terça-feira, setembro 29, 2009

reflexo da peregrinação arciprestal

PEREGRINAÇÃO ARCIPRESTAL AO SANTUÁRIO DE CRISTO REI

No dia 26 de Setembro, o Arciprestado do Rochoso peregrinou até ao Cristo-Rei. a saída foi bem cedo, mas valeu a pena pela oração feita, pelo convívio, pelo sentir de peregrinos rumo ao Santuário do nosso país dedicado a Cristo-Rei e ao seu Sagrado Coração. Depois de partirmos e de nos "unirmos" durante o pequeno-almoço, rumamos a Almada. Quando chegámos almoçámos de imediato. Às 13h00m celebrámos Eucaristia na Igreja do Santuário (nos pés de Cristo) e no Seu Coração confiámos o novo ano pastoral do nosso Arciprestado. No final da Celebração todos, de joelhos, nos Consagrámos ao Sagrado Coração de Jesus. Após este momento de oração subimos ao topo do monumento e podemos contemplar o grande abraço de Jesus, não só a Lisboa, mas a todo o Mundo.


Descemos e percorremos a Via-Sacra edificada ao redor do Santuário, tendo sempre o rio Tejo como pano de fundo. Foi um momento de oração intensa que se prolongou na Igreja de S. Nuno de Santa Maria (em Lisboa) onde todos rezámos junto do seu túmulo. Fomos ainda à Basílica da estrela, mas a visita não foi possível, uma vez que um casamento estava a decorrer.
Regressámos às nossas casas, confiantes no apoio que Jesus vai conceder a cada um de nós e também a todas as nossas comunidades paroquiais.


sábado, setembro 05, 2009

Natureza humana?!

“Nusquam”, pelo Teatro do Mar , Guarda 4/9/09

“Uma reflexão sobre a natureza humana; um retrato possível do homem contemporâneo na busca de si próprio e da sua razão de ser no mundo”.
Esta explicação do folheto levou-me à Praça Velha.
Foi um bom retrato de muito do que é o “homem contemporâneo”: solitário no meio da multidão; vivendo na sua “bolha”; representando o “seu” papel no “seu” palco, da “sua” vida; rotineira e caoticamente; o homem robotizado, mecanizado; o homem não “vertical” mas invertido, suspenso, sem raízes nem base segura; manipulado por mãos e forças ocultas – que não são Deus nem o destino, podem crer! – mas… o dinheiro, o poder ou a fama; e que termina … cadáver, lutando contra a morte num inútil espernear.
No final aplaudimos a arte dos actores, espero! Pois a última cena, na sequência das outras, deveria fazer-nos sair deprimidos, inquietos... se somos racionais e isso nos dá outro nível.



Atrás deste palco havia outro cenário: às escuras, silencioso, firme, vertical, apontando o Alto: A Sé Catedral. Palco que fala de ressurreição e imortalidade. Ah! Se os espíritos dos seus construtores pudessem aparecer por entre as nuvens de fumo e laser… como lamentariam a nossa visão tão curta e a nossa razão tão …”tapada”!
ACoelho

sexta-feira, agosto 28, 2009

Festa Anual da LIGA DOS SERVOS DE JESUS no ROCHOSO




















Todos os Anos a Liga dos Servos de Jesus faz a sua Festa Anual. Este ano é nos dias 28 e 29 de Agosto e na Casa de Trabalho Jesus, Maria e José no Rochoso.

Do programa consta:

No dia 28 Agosto
22h00m às 23h45m - Adoração Geral do Santíssimo Sacramento na Igreja Paroquial
23h45m - Procissão Eucarística para a Casa de Trabalho Jesus, Maria e José
00-02h - Adoração pela Comunidade do Outeiro de S. Miguel
02-04h - Adoração pela Comunidade da Cerdeira
04-05h - Adoração pelas Comunidades da Ruvina e Beira Baixa
05-06h - Adoração pelas Comunidades do Rochoso e Servos Externos
06-08h - Adoração pelas Comunidades da Guarda e Beira Alta

No dia 29 Agosto
11h00m - Eucaristia na Igreja Paroquial, presidida por D. Manuel Felício, bispo da Guarda
12h30m - Almoço de confraternização
15h00m - Sessão Solene

terça-feira, agosto 11, 2009


PEREGRINAÇÃO ARCIPRESTAL
ao santuário de Cristo Rei - Almada
Como anteriormente foi previsto e anunciado ,
pareceu-nos que o começo do ano lectivo e pastoral seria oportuno para irmos agradecer e consagrar-nos - a nós, nossos familiares, paróquias - a Cristo Rei, cujo poder está no coração aberto e entregue, a quem acredite e O queira acolher.
Será no dia 26 de Setembro, com celebração e visita ao Santuário/Monumento e alguma visita em Lisboa.
Pede-se que os interessados se inscrevam, JÁ, junto dos respectivos párocos.

quarta-feira, julho 29, 2009

Ano Sacerdotal - Cura de Ars





















O santo padre proclamou este ano como "ano sacerdotal". Uma ocasião para os sacerdotes repensarem o dom do ministério que receberam para servir o povo de Deus e o mundo; uma ocasião para o povo de Deus reapreciar e revalorizar, na fé, o dom dos sacerdotes ao seu serviço, em nome de Jesus.
Este tema e proposta coincide com a celebração, este ano, dos 150 anos da morte de S.João Maria Vianney, o Cura-pároco de Ars, Lyon, França. Morreu em Ars, com 73 anos, depois de 41 anos de serviço paroquial numa humilde aldeia. Mas cuja fé, pregação e orientação espiritual no confessionário atraíam multidões, precisamente numa época de grandes perturbações sociais e religiosas, após-revolução francesa.
Foi declarado pela Igreja, em 1929, padroeiro de todos os párocos.