Paróquias
Adão, Ade, Albardo, Amoreira, Cabreira, Casal de Cinza, Castanheira, Cerdeira do Côa, Marmeleiro, Mesquitela, Miuzela, Monte Margarida, Monteperobolso, Parada, Porto de Ovelha, Pousade, Rochoso, Seixo do Côa, Valongo do Côa, Vila Fernando e Vila Garcia

sábado, fevereiro 25, 2012

quarta-feira, fevereiro 22, 2012

terça-feira, fevereiro 21, 2012

Mensagem de D. Manuel Felício, para a Quaresma de 2012


“A Quaresma é tempo forte de revisão e renovação da vida pessoal e comunitária. São 40 dias de retiro proposto a toda a Igreja para concentrar a atenção no cerne da vida em Cristo, que é, de facto, o amor de Deus revelado e oferecido a toda a criatura. A Quaresma constitui, assim, a grande oportunidade que nos é dada para relançarmos a nossa vida de Fé, procurando principalmente cuidar a partilha, o silêncio e o jejum, sempre na esperança de saborearmos as alegrias da Páscoa.

Há urgências que a Quaresma nos lembra e uma delas é a de darmos a devida atenção uns aos outros, prestando a cada um os cuidados de que ele necessita e sobretudo criando condições para que cada um possa realizar as suas capacidades, no processo de construção da sociedade em que todos têm o direito e o dever de participar.

Por sua vez esta atenção que cada um deve ao seu próximo exige que se cultive sempre a proximidade, a qual não é só proximidade física, mas também moral e espiritual, incluindo a relação com Deus e o Sobrenatural. Ao falarmos de proximidade moral, queremos dizer que, sempre no respeito pela liberdade de consciência de cada um, ninguém pode desinteressar-se de ajudar o próximo a percorrer os caminhos do bem e a recusar os caminhos do mal. Promover a verdadeira distinção entre o bem e o mal e estimular as pessoas a fazerem o bem é cumprir um imperativo evangélico, mas também assumir com determinação uma responsabilidade social.

A proximidade e o interesse pelo outro pede ainda que todos estejamos abertos à prática da autêntica correcção fraterna. De facto, só podemos progredir em todos os aspectos da nossa vida, aceitando ajuda dos irmãos e oferecendo-lhes também a nossa ajuda. Por outro lado, no exercício da sua responsabilidade social, o cristão é obrigado, em nome de Cristo e do Evangelho, a denunciar a cultura sempre que ela se faz condescendente com o mal (cfr. Ef. 5,11). Temos, por isso, que assumir a coragem de recusar mentalidades e comportamentos, que, reduzindo a vida humana à sua dimensão material, aceitam qualquer opção moral em nome da liberdade individual. Opções desta natureza, para além de serem contra a moral, só podem conduzir á ruina da própria sociedade.

A autêntica vida comunitária é feita por pessoas que se estimam mutuamente, mas também se ajudam e cooperam entre si, no que podemos chamar uma recíproca correcção e exortação, em espírito de humildade e de amor (cfr. Mensagem do Papa p/ Quaresma de 2012).

Para promover esta reciprocidade, na solicitude de uns para com os outros, a sabedoria milenar da Igreja recomenda, especialmente na Quaresma, a pedagogia da esmola, da oração e do jejum.

Ao longo desta Quaresma, queremos, assim, cultivar a autêntica proximidade para construir comunidade, principalmente das seguintes formas:

1. Celebrando a nossa Fé, com especial cuidado e entusiasmo, principalmente na Eucaristia. Recomendamos também que se reze nas comunidades pelo menos uma hora da Liturgia das Horas. E pedimos às Comunidades Religiosas e outras de especial consagração e também a grupos que já o costuma fazer que, pelo menos ao domingo, celebrem a Liturgia das Horas com o Povo.

2. Escutando e partilhando, com mais diligência, a Palavra de Deus contida na Bíblia, não só nas assembleias litúrgicas, mas também nos grupos bíblicos que estamos a incentivar por toda a nossa Diocese;

3. Respondendo, com generosidade, ao apelo da renúncia quaresmal. Este ano vamos dirigir a nossa renúncia quaresmal para a constituição e fortalecimento do nosso Fundo Diocesano de Solidariedade, à semelhança do Fundo de Solidariedade que é promovido pela Conferência Episcopal. São muitos os casos de pessoas que nos estão a bater à porta, pedindo ajuda material, porque lhes faltam os meios elementares de subsistência.

4. Alguns têm vindo a ser atendidos pela Caritas Diocesana e pelas Conferências de S. Vicente de Paulo. Porém, já há falta de meios para atender às necessidades e a evolução dos acontecimentos faz-nos prever que as dificuldades vão aumentar”.

quinta-feira, fevereiro 02, 2012

PEREGRINAÇÃO ARCIPRESTAL À TERRA SANTA



Contactos com os párocos, Pe Ângelo: 96 619 11 51
ou com a agência VERDE PINO, Patricia - Telf 249 530 530

PREÇO POR PESSOA EM QUARTO DUPLO OU TRIPLO:
MINIMO 45 PARTICIPANTES 1.380.00 EUROS

1º Dia: Vila Fernando / Lisboa / Tel Aviv / Tiberias
(20/07/2012 - 6ª feira)
Transporte ao aeroporto. Partida em voo directo com destino a Tel Aviv às 02h10m. Chegada a Tel-Aviv pelas 09H25 (hora local). Após formalidades de desembarque e fronteira, encontro com guia local. Saída em direcção a Jaffa (antiga Joppe) Visita da Cidade dos Artistas e a casa de Simão o Curtidor, onde S. Pedro teve a visão mística sobre a abertura da Igreja aos gentios. Celebração na Igreja de São Pedro. Almoço. Continuação até Tiberias. Instalação no hotel. Resto do dia livre. Jantar e alojamento.

2º Dia: Tiberias / Cesareia / Haifa / Nazaré / Tiberias

(21/07/2012- Sábado)
Pequeno-almoço no hotel. Saída em direcção a Cesareia, antiga capital do Império romano e local da prisão de São Paulo. Visita do Anfieteatro e Aqueduto romanos. Prosseguimento até Haifa. Subida ao Monte Carmelo para visita da Gruta de Elias e do Convento Stella Maris. Almoço. Continuação da viagem até Nazaré. Visita dos locais ligados à Sagrada Família, ou seja, a Basílica e Gruta da Anunciação, Igreja de S. José. Celebração da Eucaristia. Saída para Tiberias. Jantar e alojamento.

3º Dia: Tibérias / Tabor / Tibérias (22/07/2012 - Domingo)
Pequeno-almoço no hotel. Subida ao Monte das Bem-Aventuranças. Celebração da Eucaristia. Em Cafarnaum, visita da Sinagoga e Casa de S. Pedro. Visita de Igreja do Primado. Travessia de barco do Lago Tiberíades. Almoço. Subida de táxi ao Monte Tabor para visitar a Basílica da Transfiguração. De regresso a Tibérias, paragem junto às margens do Rio Jordão. Jantar e alojamento no hotel.

4º Dia: Tibérias / Caná / Qumran / Jerusalém
(23/07/2012 - 2ª feira)
Após pequeno-almoço, saída para Caná, visita da Basílica que celebra o Milagre das Bodas de Caná, o 1º milagre que Jesus realizou. Celebração da eucaristia. Viagem da Galileia até a Judeia, passando pelo Vale do Jordão. Passagem por Jericó e Monte da Tentação. Descida ao Mar Morto, até Qumran, almoço. Visita das Grutas de Qumran, onde foram encontrados os famosos manuscritos do Mar Morto. Possibilidade de tomar banho no Mar Morto. Subida a Jerusalém passando pela “Estalagem do Bom Samaritano”. Chegada, jantar e alojamento.

5º Dia: Jerusalém/ Belém/ Jerusalém (24/07/2012: 3ª feira)
Pequeno-almoço. Saída para Ein Karen, visita da igreja de S. João Baptista e Santuário da Visitação. Passagem pela cidade nova para poder admirar o Knesset (parlamento de Israel), o Museu de Israel, Supremo Tribunal, alguns ministérios, etc. Visita ao Museu de Yad Vashem. Saída em direcção a Belém. Almoço. Visita da Basílica de Santa Catarina, Gruta da Natividade, grutas de S. José e S. Jerónimo. Celebração da Eucaristia. Continuação até ao Campo dos Pastores. Regresso ao hotel. Jantar e alojamento.

6º Dia: Jerusalém (25/07/2012 - 4º feira)
Após pequeno-almoço, subida ao Monte das Oliveiras. Visita ao Templo da Ascensão e Gruta do Pai-Nosso. Visita da Igreja Dominus Flevit, Jardim das Oliveiras e Basílica da Agonia, Gruta de Getsemani, Túmulo da Virgem. Celebração da Eucaristia. Almoço. De tarde visita da maquete da Cidade de Jerusalém como se encontrava no tempo de Jesus. Visita da Igreja de S. Pedro in Galicantu e ao Monte Sion, Túmulo do Rei David, Igreja da Dormição e Cenáculo. Regresso ao hotel. Jantar e alojamento.

7º Dia: Jerusalém (26/07/2012 - 5ª feira)
Pequeno-almoço no hotel. Entrada na cidade antiga de Jerusalém pela Porta de Santo Estêvão; visita da Igreja de Santa Ana (local da Natividade de Maria) e Piscinas Probáticas. Visita das Capelas da Flagelação, Litóstrotos, Arco Ecce Hommo, Via Dolorosa até ao Calvário e Santo Sepulcro. Celebração da Eucaristia. Almoço. Visita do Bairro Judeu dentro das muralhas da cidade antiga de Jerusalém, passando pelo Cardo Máximo (antiga rua romana) até ao Muro das Lamentações. Saída para Abou Gosh, local de encontro de Jesus com os discípulos de Emaús. Transporte ao aeroporto de Tel-Aviv, para comparência pelas 17H30. Assistência nas formalidades de embarque e fronteira. Saída com destino a Lisboa às 20h40m.

8º Dia: Tel Aviv/ Lisboa/ Vila Fernado (27/07/2012: 6ª feira)
Chegada a Lisboa às 00h45m. Transporte de regresso a Vila Fernando.
Fim dos Nossos Serviços

Nota: Algumas visitas poderão ser suprimidas por motivos de segurança do grupo.

O Preço Inclui:
- Passagem aérea no percurso de Lisboa / Tel Aviv / Lisboa, em voo directo charter, com taxas;
- Estadia em hotéis de categoria turistica;
- Regime de pensão completa, desde o almoço do primeiro dia ao almoço do 7º dia;
- Circuito em Israel com autocarro e guia falando português ou espanhol;
- Entradas pagas conforme descrição do programa;
- Acompanhante da agência durante todo o percurso;
- Seguro de Viagem;
- Transporte ao Aeroporto.

É PRECISO PASSAPORTE