Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2014

Jornadas Diocesanas de Pastoral - 01 Fevereiro 2014

Imagem

«Este é o meu Filho muito amado» (cf Mt 3,13-17)

O Batismo revela Jesus como Filho amado do Pai e revela-nos a nós como filhos amados do Pai. Sendo o Batismo uma revelação da filiação divina e da nossa filiação, transpareço-a/transparece-mo-la  no testemunho que dou/damos da fé? Não basta ser-se batizado, é preciso sê-lo e testemunhá-lo na vida. O profeta Isaías lembra que o Senhor chama, toma pela mão e nos forma, enviando em missão, ou seja, Ele não nos cria e abandona, mas acompanha com a sua presença na nossa vida, no dia-a-dia. A sua presença é mais visível e real quanto maior for o meu esforço pessoal por fazer com que a minha forma de estar e de ser transforme a realidade que me envolve. Deus atua através de mim/através de nós. Enquanto batizado sou escolhido/eleito, mas sou digno da sua confiança? Mas lembrar o meu/nosso batismo faz fazer a viagem até ao batismo de Jesus. Ele que quis ser batizado como todos os outros eram batizados por João Batista (o primo): "Deixa por agora". João Batista fazia uma pregação de …

«viram o Menino... e, caindo de joelhos, prostraram-se e adoraram-n’O» (cf Mt 2,1-12)

Imagem
A alegria de Seguir a Luz de Deus está inscrita no coração de cada um, e a forma como se faz a procura e a descoberta da mesma Luz é diferente de pessoa para pessoa, deixando a mesma Luz marcas diferentes. O Senhor é o mesmo, mas as marcas são diferentes porque os corações e as circunstâncias de vida também são diferentes.  Lembrar a Estrela que é a Guia dos Magos é lembrar o Menino que é achado por eles. Não se conhecem os sentimentos que lhes invadiram o espírito, mas que ao verem-n'O eles mudaram a sua forma de estar: "prostraram-se e adoraram-n'O". Qual é a minha/nossa reação de cada vez que me deixo guiar pela Estrela e encontro o Menino? Jesus é a Salvação manifestada a todos os povos, culturas e nações. Não é só para uma pessoa e para um povo específicos, mas para toda a humanidade. Por isso mesmo é que eu/nós cristãos católicos devemos levar no nosso coração a luz d'Ele. Mas nos Magos que souberam estar atentos aos sinais, também eu/nós estamos atentos aos …