Paróquias
Adão, Ade, Albardo, Amoreira, Cabreira, Casal de Cinza, Castanheira, Cerdeira do Côa, Marmeleiro, Mesquitela, Miuzela, Monte Margarida, Monteperobolso, Parada, Porto de Ovelha, Pousade, Rochoso, Seixo do Côa, Valongo do Côa, Vila Fernando e Vila Garcia

sábado, março 29, 2014

«sou a luz do mundo» (cf Jo 9,1-41) IV Domingo da Quaresma

Estar alegres na Luz é conseguir colocar a esperança em Cristo que é a Luz do mundo. Quantas são vezes eu me perco nas trevas e não me esforço por encontrar a Luz? Quantas são vezes a Luz está à minha frente e eu me desvio dela? Quantas são as vezes que estou imerso em mim mesmo e não me dou ao próximo?

Samuel é enviado por Deus a ungir David como Rei. O profeta, ao chegar, vai-se dirigindo a cada um dos filhos de Jessé, pela aparência deles. O Senhor diz-lhe que não é nenhum deles, mas o outro que não estava ali, o mais novo que estava a guardar os rebanhos. Deus escolhe pelo coração e não pela aparência. Deus escolhe pela sua vontade e não pela vontade humana. Nós quando nos vemos uns aos outros, como o fazemos?

S. Paulo, na carta ao Efésios, deixa-nos o claro desafio de vivermos como filhos de Deus: "vivei como filhos da luz". Os filhos da luz dão frutos bons: bondade, a justiça e a verdade. esta exortação de S. Paulo é para todos os batizados. É para mim e para todos nós, filhos de Deus. Mas vivemos como filhos da luz ou como filhos das trevas? 

Jesus ao caminhar encontra no percurso um cego de nascença. "Eu sou a luz do mundo". A este cego restitui-lhe a visão, ungindo-o com saliva e terra, mas desafia-o a que o mesmo faça também um percurso para que fique limpo e veja a luz com clareza (até á piscina de Siloé). O Senhor toca-nos e incentiva-nos a caminhar, ou seja, a fazer o percurso de fé. Depois, são os amigos, conhecidos e fariseus que falam da sua visão. Dão-se conta de que Ele vê, mas recusam-se a "abraçar" e aderir à Luz que lhe deu a luz. Acontece isto também na nossa vida: o Senhor toca-nos, nós fazemos o caminho, damos a conhecer o caminho que fazemos até à Luz, mas uns aceitam vê-la, mas outros recusam vê-la.

Como batizado sou testemunho vivo de Jesus que me toca e através de mim quer continuar a tocar os outros com a luz da bondade, da justiça e da verdade?

quarta-feira, março 19, 2014

Peregrinação a Lourdes 2014


Viagem/Peregrinação
Burgos, Loyola, Zaragoza & Toledo
30 Junho a 4 de Julho (confirmações até à Páscoa)

1º DIA| ROCHOSO / BURGOS
Em hora e local a determinar, saída em direção a Espanha, Burgos, passando pela fronteira de Vilar Formoso. Almoço pelo caminho. Continuação da viagem até Burgos, chegada e visita da Catedral gótica de Burgos, considerada uma das maiores e mais bonitas de Espanha. Instalação no hotel. Jantar e alojamento.

2º DIA| BURGOS / LOYOLA / LOURDES
Após o pequeno-almoço, saída para Loyola, visita da Basílica e da casa natal de Santo Inácio, fundador da Ordem dos Jesuítas. Possibilidade de celebração. Almoço e continuação da viagem em direcção a França. Ao final da tarde, chegada a Lourdes, jantar e alojamento no hotel. Após o jantar, possibilidade de participar na procissão das velas.

3º DIA| LOURDES
Pequeno-almoço no hotel. Visita do Santuário de Nª Senhora de Lourdes com especial destaque para as Basílicas e a Gruta das Aparições de Nossa Senhora a Bernardette. Missa e Via-sacra. Almoço no hotel. De tarde, visita dos locais ligados à vidente, tais como o Moinho de Bolly e o Cachot. Resto da tarde livre. Possibilidade de participar nas cerimónias do Santuário. Jantar e alojamento no hotel. Após o jantar, possibilidade de participar na procissão das velas.

4º DIA| LOURDES / ZARAGOZA / MADRID
Pequeno-almoço e saída para Saragoça atravessando os Pirinéus. Ao final da manhã, chegada a Saragoça e visita da Basílica de N.ª Sr.ª do Pilar, padroeira de Espanha, e a bonita Praça do Pilar. Possibilidade de celebrar missa. Almoço. Continuação da viagem até Madrid. Jantar e alojamento no hotel.

5º DIA| MADRID / TOLEDO/ ROCHOSO
Após pequeno-almoço, saída para Toledo, chegada e visita guiada da antiga capital de Espanha, importante cidade durante a Idade Média. Especial destaque para a Catedral e o Bairro Judeu com a sua Sinagoga. Almoço. Em hora a determinar localmente, regresso para Portugal. Chegada a Rochoso ao fim da tarde.
FIM DOS NOSSOS SERVIÇOS!

O PREÇO INCLUI
üCircuito 5dias / 4noites em Autocarro Turismo;
üAlojamento e Peq. Almoço -Hotéis Cat. Turística;
ü5Almoços+ 4 Jantares (bebidas incluídas);
üEntradas Pagas conforme Programa;
üGuia-Acompanhante da Agência;
üTaxas de Turismo, IVA;
üSegurode Viagem;
üPasta de documentação.

O PREÇO NÃO INCLUI
ØServiços não mencionados no Programa;
ØServiços de carácter pessoal (telefone, wi-fi/internet, lavandaria, etc);
ØGratificações a Guias e Motoristas

Mínimo de 25 Participantes 495 €
Mínimo de 35 Participantes 450 €
Suplemento Quarto Individual 150 €

VIA LUCIS, agência de viagens - Leiria
Rua da Batalha, 13 - Leiria 
Patrícia Almeida
935 412 882 | patricia@vialucis.pt
(contactar o Pe Ângelo)

Mais que viagens… encontros com Deus!

sábado, março 08, 2014

"Nem só de pão vive o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus" (cf Mt 4,1-11)

Estamos a viver a Quaresma. Tempo de reflexão interior e tempo de "purificar" a vida, nas palavras, ações e opções que são tomadas. Será a Quaresma um tempo de tristeza? Não. É um tempo de renovação,... de conversão! a vivência da palavra conversão deixa a sua marca para esta semana da Quaresma: é preciso colocar o Senhor no centro da vida e deixar que a Sua Palavra ilumine a existência.

Lembra-nos o Livro do Génesis, uma catequese maravilhosa sobre a criação. O Senhor cira-nos por amor, moldando-nos e dando-nos a vida. O mesmo Senhor quer preservar a vida do homem e da mulher da preocupação pelas opções entre o bem e o mal, mas sabemos como é difícil fazer a escolha e, por vezes, acaba-se por escolher o caminho errado. Assim, lembra-se que o Senhor é o Criador e que eu/nós posso/podemos não escolher o caminho da sedução da opção pelo poder absoluto. Quando se renúncia ao amor do Criador, aceita-se o caminho do mal.

Por isso, podemos aceitar o desafio de tornar a colocar a vida e o olhar em Jesus Cristo, pois Ele é o sinal da unidade, da justiça e da possibilidade de caminhar na bondade e no amor. Fica a interrogação interpelativa: o que posso/podemos fazer para colocar o Senhor no centro da vida dos homens e mulheres do nosso tempo?

Deixar-me/nos iluminar pelas renúncias de Jesus às tentações do materialismo, do êxito fácil e do espetáculo, do poder e do domínio. Esta é uma das etapas do caminho que posso/podemos seguir nesta Quaresma. Ouvir, ler e escutar a Sagrada Escritura que é a Palavra de Deus, recusando a tentação de prescindir do Amor do Pai na vida, pois "nem só de pão vive o homem, mas de toda a palavra que vem da boca de Deus". Fica uma outra interpelação: o que é prioritário na vida: as propostas do caminho do Senhor ou os projetos pessoais que O excluem?